Pátio da Música

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Pátio da Música

Mensagem por Calíope em Ter Abr 10, 2012 7:53 pm

Um dos únicos lugares onde a Night Class e a Day Class se encontram. Um lindo pátio que a noite fica iluminado. Também é aberto aos visitantes e muitas vezes os estudantes veem aqui para se encontrar com seus amigos que não estudam no Internato,porém as vezes viram vítimas dos estudantes da Night Class.
avatar
Calíope
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 24
Data de inscrição : 07/03/2012

Ficha de Semideus
Ítens e Armas:
HP:
100/100  (100/100)
Nível: 0

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio da Música

Mensagem por Mary B. Lestrangee em Qua Abr 11, 2012 9:22 pm

Chego ao pátio e me sento em um banco. Estava de noite e o céu estava lindo e estrelado. Sorrio para o nada e fico observando as estrelas nessa cálida noite. Estava novamente sozinha no escuro,como sempre fico a uma hora dessas. Estava matando aula no pátio,que ótimo. Rezando para que Calie não me de uma suspensão de alguns dias. Se bem que a suspensão me faria bem até...
avatar
Mary B. Lestrangee
Filhos de Hades
Filhos de Hades

Mensagens : 48
Data de inscrição : 10/03/2012

Ficha de Semideus
Ítens e Armas:
HP:
100/100  (100/100)
Nível: 4

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio da Música

Mensagem por Calista S. A. C. Dwen em Qua Abr 11, 2012 9:43 pm

Pensando que não teria ninguém no local, vou até o patio da música, talvez para pensar, talvez para cantar e talvez até mesmo para fazer um lanchinho apenas observar a Lua.Ando um pouco e vejo uma linda garota, sentada em um banco.Ao me aproximar, percebo que ela também era Vampira, e que, além de ser vampira, era Mary, minha colega de Quarto.
-Olá- Falo, sem saber o que fazer.
avatar
Calista S. A. C. Dwen
Filhos de Hades
Filhos de Hades

Mensagens : 175
Data de inscrição : 06/03/2012
Idade : 20

Ficha de Semideus
Ítens e Armas:
HP:
60/100  (60/100)
Nível: 32

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio da Música

Mensagem por Law B. Armstrong em Qua Abr 11, 2012 9:47 pm

    Saía sorridente. Na mansão, se perdia, algumas vezes. Não sabia o que fazer, por isso andava sem rumo. Não questionava a si mesmo, o motivo de está um pouco quieto. Em geral, não conseguia e estava sempre sorrindo. Devia ser algo o incomodando. Ou outra coisa, não ficaria pensando nisso pela eternidade. Então, entre várias salas, adentra em um pátio. Olho para duas garotas, belíssimas por sinal. Elas conversavam, ou estavam começando a conversar. Por ter um instinto um pouco... variável, aproximou, com passos gatunos, para que ninguém o percebesse. Então, perto de Cally, pulou, dando um grito abafado.
avatar
Law B. Armstrong
Filhos de Zeus
Filhos de Zeus

Mensagens : 57
Data de inscrição : 12/03/2012

Ficha de Semideus
Ítens e Armas:
HP:
100/100  (100/100)
Nível: 31

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio da Música

Mensagem por Mary B. Lestrangee em Qua Abr 11, 2012 10:04 pm

Vejo Caly chegando. Ela me cumprimenta e eu sorrio. Minha colega de quarto estava matando aula também,que lindo.

-O que faz aqui Caly?

Vejo Law chegando por trás e seguro uma risada. Já sabia que ia assustar a Caly,como de costume e foi o que realmente aconteceu.

-Law.-sorrio.-Então meus queridos,me falem porque estão matando aula...

Calie iria brigar com a gente,eu tinha certeza. Estávamos ferrados mas e daí? Eu estava com as pessoas que gostava então estava tudo bem.
avatar
Mary B. Lestrangee
Filhos de Hades
Filhos de Hades

Mensagens : 48
Data de inscrição : 10/03/2012

Ficha de Semideus
Ítens e Armas:
HP:
100/100  (100/100)
Nível: 4

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio da Música

Mensagem por Calista S. A. C. Dwen em Qua Abr 11, 2012 10:08 pm

Olho para Mary, sem saber o que responder.O que estaria fazendo ali?Bem, observando a lua?Aula Chata?Rebeldia?Finalmente encontro a resposta correta para sua pergunta.
-To com fome.- Falo, apertando minha barriga.
avatar
Calista S. A. C. Dwen
Filhos de Hades
Filhos de Hades

Mensagens : 175
Data de inscrição : 06/03/2012
Idade : 20

Ficha de Semideus
Ítens e Armas:
HP:
60/100  (60/100)
Nível: 32

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio da Música

Mensagem por Law B. Armstrong em Qua Abr 11, 2012 10:13 pm

    Sorriu e abraçou Cally. Lembrou que faltou aula, mas isso não o prejudicaria. Agora estava melhor, menos pensativo, menos focado. Levantou ela, e sorridente, disse:
    - Tudo bem com vocês?
    Esperou uma resposta, olhando para os lados. Rezou para que Calíope não aparecesse ali.
avatar
Law B. Armstrong
Filhos de Zeus
Filhos de Zeus

Mensagens : 57
Data de inscrição : 12/03/2012

Ficha de Semideus
Ítens e Armas:
HP:
100/100  (100/100)
Nível: 31

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio da Música

Mensagem por Mary B. Lestrangee em Qua Abr 11, 2012 10:23 pm

Coitada da Caly,acho que não havia conseguido caçar ainda. Fazia duas semanas que não encontrava uma boa alma pra tirar a vida e saciar minha sede. Não queria tomar sangue de drogados,seria ruim para minha boa saúde. Me levanto e abraço Law.

-Me deixaria pegar um pouco do seu sangue só para dar uma enganada na sede?Te dou o meu em troca.-lhe pergunto
.
avatar
Mary B. Lestrangee
Filhos de Hades
Filhos de Hades

Mensagens : 48
Data de inscrição : 10/03/2012

Ficha de Semideus
Ítens e Armas:
HP:
100/100  (100/100)
Nível: 4

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio da Música

Mensagem por Law B. Armstrong em Qua Abr 11, 2012 10:49 pm

    Olhou para ela sorrindo. Agora a abraçava, e olhava nos seus olhos. Sentia a respiração dela, e nossos rostos, próximos um do outro.
    - Me deixaria pegar um pouco do seu sangue só para dar uma enganada na sede?Te dou o meu em troca - dizia ela.
    - Pode ir em frente - dizia, tentando ser convicente.
    Então dava um leve beijo no pescoço dela.
avatar
Law B. Armstrong
Filhos de Zeus
Filhos de Zeus

Mensagens : 57
Data de inscrição : 12/03/2012

Ficha de Semideus
Ítens e Armas:
HP:
100/100  (100/100)
Nível: 31

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio da Música

Mensagem por Mary B. Lestrangee em Qua Abr 11, 2012 11:00 pm

Sorrio e lhe falo um "obrigada". Levemente lhe dou um beijo em seu pescoço e perfuro meus dentes lentamente,tentando causar pouca dor. O gosto era delicioso,tão doce. Era bom estar sentindo esse gosto tão delicioso. O abraço mais forte porém não parava nem por um segundo. O amor que tinha por aquele menino era bem claro nesses olhos vinhos cintilantes que já haviam se acostumado com a escuridão. Quem diria que algo tão puro estivesse vivendo dentro de uma vampira. Quando estou satisfeita me afasto um pouco e não resistindo à tentação,dou um beijo em Law. Tiro os cabelos dos meus ombros,me sento e inclino um pouco a cabeça ao lado.

-Sua vez. Fique a vontade.-sorrio.
avatar
Mary B. Lestrangee
Filhos de Hades
Filhos de Hades

Mensagens : 48
Data de inscrição : 10/03/2012

Ficha de Semideus
Ítens e Armas:
HP:
100/100  (100/100)
Nível: 4

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio da Música

Mensagem por Law B. Armstrong em Qua Abr 11, 2012 11:11 pm

    Sente seu pescoço ser mordido. Sorri, era muito boa aquela situação. Sentia o sangue saindo, e arrepiava, a abraçando mais forte. Colocara suas mãos na cintura dela, enquanto corava. Então, ela se afastou, tempo suficiente para ele retomar a consciência. De leve, tocou os lábios dela, a beijando sentindo gosto de sangue. Então parava, com um selinho e via ela sentar, deixando seu pescoço exposto.
    -Sua vez. Fique a vontade - ela sorriu, após dizer.
    Aquele sorriso maldoso e malicioso, não me deixou dúvidas. Sentei ao lado dela, calmamente. Aplicava um selinho, devagar. Então, com uma mão em sua barriga, a puxando e colando os corpos, deixou que desse um beijo no pescoço. Lentamente suas presas agiam, mordendo levemente o pescoço dela, sendo delicado, para não ter dores. Facilmente, ele acabava, satisfeito, sentindo seu corpo ficar mais forte. Então, passando a mão na barriga dela, sobe até a face onde acaricia e antes de beijar fala.
    - Tudo que preciso, é você.
    Então a beijava novamente, desta vez lento, porém, muito bom. Sua língua de embate a dela, calmamente, como se o mundo fosse acabar, mas nem ligava. Esqueceu de tudo, até de que faltava aula. Calculava os glariosos segundos, enquanto a beijava, e aumentava a itensidade, a abraçando mais forte, e acariciando sua barriga.
avatar
Law B. Armstrong
Filhos de Zeus
Filhos de Zeus

Mensagens : 57
Data de inscrição : 12/03/2012

Ficha de Semideus
Ítens e Armas:
HP:
100/100  (100/100)
Nível: 31

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio da Música

Mensagem por Enrique d'Orgeron Ebanue em Qui Abr 12, 2012 11:52 am

▄▄▄▄▄▄ Pátio da Música | Passeiozinho Básico ▄▄▄▄▄▄

Eu andava quase que inconscientemente pela escola, a passos lentos, enquanto movia algumas de minhas diversas cartas de baralho mágicas entre meus dedos. Estava matando aula novamente, e sim, temia que a Callie me pegasse. Dei uma leve risada ao pensar que eu, um Príncipe das Trevas, Anjo da Lua, detentor de uma corrente do Abismo da Escuridão e da tatuagem real com medo de algo. Mas isso tinha um fundo de razão. A Callie era muito legal, eu gostava realmente dela, mas ela não era muito fã de indisciplina. Mas eu não ligava.

Não é hora do senhor está na aula? - uma voz disse atrás de mim. Meu corpo estremeceu ao cogitar a possibilidade de ser Calíope ou alguma monitora, mas notei que a voz era grave demais.

Que susto! Você quase me matou do coração! - me virei, encarando Pheidrik que sorria maleficamente - o que faz aqui?!

Onde você estiver, senhor, eu estarei também.

Eu sorri e assenti. Pheidrik não é o pior companheiro, ele era silencioso ao extremo e era fiel, sempre fiel. Além disso, eu gostava de conversar com ele. Então o chamei com a mão e começamos a andar novamente.

Levei meus dedos até a boca de meu estômago, perto do duodeno e pressionei a região, tentando aliviar a tensão. Os músculos de meu estômago se enrijeciam e contorciam e minha garganta queimava, me fazendo salivar. Eu não bebia sangue a muito tempo. Olhei para Pheidrik, mas seu sangue tinha um cheiro estranho, não era sangue humano, então não sei se me faria bem.

Nem olhe para mim, Príncipe, meu sangue não o fará bem. Porém, se o quiser, não me importarei em cedê-lo, só o estou alertando que ele tem um gosto... peculiar. - Pheidrik, as vezes, parecia ler meus pensamentos.

Agradeço sua disponibilidade, mas não tenho certeza se vou querê-lo, melhor eu procurar por um humano.

Ele deu de ombros e sorriu gentilmente. Eu sorri de volta e continuei a andar. Já chegava ao pátio quando ouvi vozes, torci vigorosamente para que fossem os mal-educados dos alunos vândalos da Day Class, que insistiam em, durante a noite, pichar o muro e destruir o patrimônio da escola. Ninguém nunca entendeu o porque de eles sumirem misteriosamente após esses ataques e Calíope, preocupada com a reputação do Internato Sete Acordes, nos instruía a deixá-los em paz. E eu gostava sim do que ela nos servia, o sangue dos coelhos tem um gosto razoável, mas nem se comparava ao humano.

Porém, logo que me aproximei e usei as trevas para me ocultar, notei que eram vampiros, devido a uma espécie de ritual de alto satisfação, bem erótico, aliás, quase uma preliminar vampiresca. As garotas reconheci, minha companheira em quase tudo, Mary e a doidinha da Cally. O garoto, aparentemente consorte da Mary, não reconheci, mas assim que um saciou ao outro, os dois começaram a se beijar de forma luxuriosa, então resolvi aparecer, andando em direção a suas costas silenciosamente.

Sei que o pátio incita fantasias, mas eu não apreciaria um voyeur. - brinquei, dando risada, enquanto o Pheidrik pareceu bufar, ele não gostava quando eu fazia brincadeirinhas sexuais.


Última edição por Enrique d'Orgeron Ebanue em Qui Abr 12, 2012 1:10 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Enrique d'Orgeron Ebanue
Filhos de Hades
Filhos de Hades

Mensagens : 22
Data de inscrição : 19/03/2012
Idade : 22

Ficha de Semideus
Ítens e Armas:
HP:
100/100  (100/100)
Nível: 4

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio da Música

Mensagem por Mary B. Lestrangee em Qui Abr 12, 2012 12:19 pm

Ele me beijava apaixonadamente. Abraço ele mais forte e continuo a beija-lo quando ouço o farfalhar de correntes e vejo Ícaro na minha frente. As correntes ao seu redor pareciam inquietas. Alguém estava chegando.

-Sei que o pátio incita fantasias, mas eu não apreciaria um voyeur.-ouço Enrique falando isso ao aparecer e meus olhos se acendem novamente.

A raiva toma conta do meu corpo e eu me levanto. Pego-o pelo pescoço e o encosto em uma parede. Ícaro já se posicionava ao meu lado atento aos acontecimentos. Rapidamente retiro uma adaga do bolso e com Enrique mobilizado pelas correntes de Ícaro,lhe dou um golpe no ombro com um sorriso. Vejo seu sangue pingando o que me deixa mais atenta ainda,em seguida o jogo para cima de Caly,que estava faminta ainda. Era um bom castigo. Lambo a adaga e passo um lenço,depois a guardo novamente no bolso.

-Isso é para você aprender que não se deve interromper os mais velhos,garotinho.-sorrio de forma malvada e o olho com desprezo. Volto a me sentar em meu lugar.
avatar
Mary B. Lestrangee
Filhos de Hades
Filhos de Hades

Mensagens : 48
Data de inscrição : 10/03/2012

Ficha de Semideus
Ítens e Armas:
HP:
100/100  (100/100)
Nível: 4

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio da Música

Mensagem por Enrique d'Orgeron Ebanue em Qui Abr 12, 2012 12:33 pm

▄▄▄▄▄▄ Pátio da Música | Passeiozinho Básico ▄▄▄▄▄▄

Ela pareceu furiosa por eu ter interrompido sua pegação com o garoto e logo sua fiel corrente aparece também, não me recordava o nome dele, mas ele parecia furioso. Sorrio quando ela me joga contra a parede. O servo dela tenta me imobilizar com suas correntes e eu permito que Pheidrik o detenha, parando as correntes dele com sua própria. Mesmo assim, deixo que ela fira meu ombro e logo após o golpe, quando ela me lança a Cally, eu abro as asas e flutuo em direção aos céus, no meio do pátio.

Mais velhos, a senhorita Mary? - solto uma intensa risada e acrescento - não vejo ninguém mais velho aqui.

Passo a mão em meu ombro e lambo meu própria sangue. Era como você estar com sede e beber sua própria saliva, quase ineficiente, mas tinha um gosto bom. Fiz ruflar minhas asas e olhei para Pheidrik, fazendo um gesto rápido com as mãos para que ele parasse de tentar deter ao servo de Mary.

Aliás, não entendi porque este estardalhaço todo. O pátio não é lugar para... esses tipos de coisas - eu sorri ao olhar para o garoto ao lado de minha maninha e meus olhos faiscaram, o pescoço dele ainda sangrava um pouco, mas eu me contive - Calíope é bem atenta, ela ouve os mínimos sons e se descobrir que nós quatro estamos matando aula, ainda por cima para fazer coisas indevidas no pátio, estamos sumariamente suspensos.

Eu sorri e continuei a voar, dando loopings no ar.
avatar
Enrique d'Orgeron Ebanue
Filhos de Hades
Filhos de Hades

Mensagens : 22
Data de inscrição : 19/03/2012
Idade : 22

Ficha de Semideus
Ítens e Armas:
HP:
100/100  (100/100)
Nível: 4

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio da Música

Mensagem por Calíope em Qui Abr 12, 2012 4:31 pm

Chego ao pátio da música e não acredito no que vejo. Quatro estudantes de prestígio matando aula e ainda por cima um estava ferido. Tá bom que eram vampiros,deviam estar com sede e tudo mais,mas era um absurdo estarem matando aula. Me aproximo deles e os olho com um olhar de malvadeza. Dou um tapa na cara de Rick que no lugar ficou a marca de minha mão.

-Bonito hein. Ficar matando aula pra bisbilhotar os outros. Vejamos seu castigo...suspensão de sete dias e confiscamento de Pheidrik por uma semana estaria de bom tamanho não?-dou uma risadinha maliciosa e parto para Mary.-Mary minha cara,belo golpe hein,porém terá uma punição também. Por faltar às aulas da noite estreará como cantora principal no primeiro show da Ordem. Ficaria grata à você se ensaiasse bastante,por isso vai ter que vir às aulas de reforço,ou seja,uma aula de dia e uma aula de noite. Está de bom tamanho para a sua punição.-sorrio e lhe dou um abraço. Passo para Caly.-Você estava apenas aqui não é mesmo Caly?Então lhe darei uma punição leve. Lhe darei três solos no show,pode escolher a forma da qual vai representa-los.-sorrio e a abraço. Por ultimo olho para Law.-Pra você não tenho nada a dizer,a não ser que boa pegada hein?Brincadeira,se quiser pode participar do show também,basta querer.-sorrio e o abraço também. Olho novamente para Enrique e entrego em sua mão um papel.-Esse é seu castigo extra. Vai ter que ficar duas horas a mais na sala de aula. Bom castigo,e se sair de lá antes das duas horas leva suspensão de três meses.-pisco pra ele e dou uma risadinha.-Bom tenho que ir embora queridos. Sabem como é né,tenho que levar os infratores pra detenção. Lya,leve-o para mim por favor. Sethy,faça-me o favor de deixar Pheidrik bem guardado lá na diretoria em uma sala de onde não poderá sair.-os dois monitores saem levando Enrique para a detenção e Pheidrik para a diretoria.-Até mais queridos.-me despeço deles e saio.
avatar
Calíope
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 24
Data de inscrição : 07/03/2012

Ficha de Semideus
Ítens e Armas:
HP:
100/100  (100/100)
Nível: 0

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio da Música

Mensagem por Enrique d'Orgeron Ebanue em Qui Abr 12, 2012 7:25 pm

▄▄▄▄▄▄ Pátio da Música | Passeiozinho Básico ▄▄▄▄▄▄

Meu sangue gelou quando a vi surgi. Calíope parecia furiosa com nós quatro. Ela se aproximou de mim e me deu um tapa poderoso. Meu sangue esquentou rapidamente e subiu como um trovão de meu coração, passando por minhas jugulares até meu cérebro.

Quando ela sentenciou meu castigo eu me contive para não gritar de raiva. Olhei para Pheidrik quase incrédulo. A suspensão era aceitável, mas ela não poderia conquistar Pheidrik, de modo algum!

Porém, aguardei ansiosamente a punição dos outros. Se tive uma punição como essas, o que ocorreria com os outros? Simples, quase nada. A Mary, se atracando com um outro no meio do pátio, matando aula e atacando a um dos alunos apenas ia ser a cantora principal do grande show do internato, o que a forçaria a frequentar mais as aulas. Calíope a abraçou e passou para a próxima. Calista iria apenas ter que apresentar três solos no show.

Law não recebeu punição alguma, além da opção de participar do show. Eu estava incrédulo e quase psicopata de tanta raiva. No momento em Calíope se virou para mim e me entregou o papel eu o segurei e pressionei a ponta dele com tanta força que pude ouvir nitidamente ele se amassar. Ela ainda acrescentou mais duas horas de aula para mim. Assim que as duas monitoras se aproximaram eu abri minhas asas negras e meus olhos vinhos fervilharam. Minha voz saiu grave, firme e calma, devido a minha raiva extrema.

Ninguém leva a Pheidrik. Nós quatro matamos aula, meu erro foi o mesmo da Cally e eu receberei uma punição quase três vezes maior que a dela. O Law e a Mary estavam se agarrando dentro do Internato e a Mary me atacou e eles simplesmente vão se apresentar no show? De modo algum! Não me importo que eles quase não recebam punição, mas se eles vão receber quase um afago por seus erros - eu dei uma risada - eu também vou. Me recuso a aceitar uma punição maior que a dos outros. Se seus queridinhos podem ter seus erros quase que esquecidos, por que eu não? Pheidrik, venha até mim.

Ele obedeceu prontamente, se movimentando até minha direção. Eu sorri e flutuei acima do chão, encarando a todos e me desviando de Lya.



Última edição por Enrique d'Orgeron Ebanue em Sex Abr 13, 2012 7:05 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Enrique d'Orgeron Ebanue
Filhos de Hades
Filhos de Hades

Mensagens : 22
Data de inscrição : 19/03/2012
Idade : 22

Ficha de Semideus
Ítens e Armas:
HP:
100/100  (100/100)
Nível: 4

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio da Música

Mensagem por Law B. Armstrong em Sex Abr 13, 2012 1:48 am

    Bem, acho que tudo estava normal. Brigas, punições... não, estava errado. Vi a Deusa aparecer rapidamente e sorri. Primeiramente, pensei em participar do Show. Mas logo parei e pensei, seria injusto. Minhas asas púrpuras, se abriram, por completo, com o olhar de raiva estampado em minha face.

    ― Há uma coisa errada. Por que ele que nada fez recebe tal punição, enquanto eu recebo ótimos convites? ― na minha mão, o anel se transformava em um raio mestre ― Mude a punição dele. Pode tirar o que quiser de mim, ou mesmo me matar. Mas não seja injusto com ele. Recuso está no show, recuso viver, recuso ver isso, se ele não for tratado devidamente ― olho para ele, aprofundando em seus olhos e então, os tiro de relance ― Não conheço ele, mas desde que esteja sendo tratado da maneira que deve, está bem.

    Espero a reação delas, vendo rochas se levantarem abaixo de mim, enquanto voava. Sentia o ar passando livremente. O raio mestre parecia mil pássaros cantando, libertando a si mesmo. Sorri, tentando ser convicente.
avatar
Law B. Armstrong
Filhos de Zeus
Filhos de Zeus

Mensagens : 57
Data de inscrição : 12/03/2012

Ficha de Semideus
Ítens e Armas:
HP:
100/100  (100/100)
Nível: 31

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio da Música

Mensagem por Alexis P. Herdier em Sex Abr 13, 2012 6:30 am

Cheguei ao Pátio da Música silenciosamente, como um filho de Hipnos que sou. Olhei para Rick e usei a habilidade Bocejo do Sono. Combinei essa habilidade Hipnose I e fiz com que Rick desmaiasse de sono. Minha presença não era real, estava lá apenas em sonho, mas com algumas habilidades eu aparecera lá na forma de uma ave. Tentei dizer algo para Calíope, mas apenas foram ouvidos alguns assovios indistintos.
avatar
Alexis P. Herdier
Centuriões

Mensagens : 14
Data de inscrição : 07/04/2012
Idade : 19
Localização : 1ª Coorte, talvez dormindo u.u

Ficha de Semideus
Ítens e Armas:
HP:
100/100  (100/100)
Nível: 5

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio da Música

Mensagem por Enrique d'Orgeron Ebanue em Sex Abr 13, 2012 11:42 am

▄▄▄▄▄▄ Pátio da Música | Passeiozinho Básico ▄▄▄▄▄▄

Me surpreendi muito com a reação do namorado da Mary, Law, se não me engano. Ele inicialmente, abriu suas asas púrpuras e seu olhar pareceu furioso. Ele então, falou pela primeira vez e estranhamente me defendeu. O anel da mão dele se transformou em um óbvio Raio Mestre. Um filho de Zeus, agora estava óbvio. Ele olhou em mim, seus olhos fitando os meus, eu dei um leve sorriso abaixei levemente a cabeça, como se dissesse obrigado.

Eu não conhecia, mal sabia seu nome, mas ele me pareceu muito legal e justo e eu sorri quando ele terminou de falar, cruzando os braços. Respirei fundo e meus lábios se contraíram segundos antes de começar a falar. Eu era meio orgulhoso, mas não poderia simplesmente ignorar a ação dele.

Eu agradeço, sinceramente a ajuda, de verdade. Mas não é necessário renegar a tudo dessa forma, sua atitude é louvável e honrosa, digna de um verdadeiro cavalheiro, porém, eu dispenso sua renúncia, não devo te prejudicar por isso. Mas agradeço, teve uma coragem que eu não teria - meus olhos fosforeciam e eu flutuei ainda mais alto no ar, vendo ele começar a voar também e o Raio Mestre em suas mãos fazendo um ruído como se destruísse as amarras que prendiam todo seu poder.

Mas, de repente, senti uma coisa estranha. Eu estava a quase três metros do ar, apenas por precaução, porém, minhas asas, meneando de forma lenta, porém contínua, para poder manter meu corpo no ar, começaram a diminuir a velocidade de movimento, como se estivessem se cansando. Meu olhos ficaram pesados repentinamente, mas voltaram ao normal, me sentia lento e meus pensamentos se embaralharam.

Porém, agradeci aos deuses por ser filho de Hades. Se fosse de dia eu ia parecer um ser humano sonolento, mas a noite, minha percepção e visão eram realmente melhores do que de dia, bem melhores. Segundos antes, eu ouvira um som quase que inexistente, rápido, de segundos mínimos, baixíssimo. Minha percepção permitiu que eu raciocinasse um pouco. Eu sorri e olhei para Pheidrik, ele assentiu e começou a vasculhar o pátio.

Filho de Hipnos, apareça, sei que está aqui, a noite é domínio dos filhos de Hades, não deveria tentar me atingir neste ponto do dia.

Comecei a descer lentamente ao chão e senti meu corpo perdendo o controle. Sentia meus músculos relaxarem novamente. Sem dúvida havia um filho de Hipnos escondido em algum lugar ali, mas porque me fazer ficar frágil? Um ataque coordenado? Não, de modo algum, seria algo sem nexo. Agora já me encontrava a um metro do chão e usei todo meu auto-controle para resistir a hipnose certamente imposta sobre mim.

avatar
Enrique d'Orgeron Ebanue
Filhos de Hades
Filhos de Hades

Mensagens : 22
Data de inscrição : 19/03/2012
Idade : 22

Ficha de Semideus
Ítens e Armas:
HP:
100/100  (100/100)
Nível: 4

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio da Música

Mensagem por Calíope em Sex Abr 13, 2012 11:57 am

Sorrio com os desafios ali propostos. Era exatamente o que eu queria,mexer com a consciência deles. Dou uma risada histérica e depois passo a acariciar meus cabelos pensativa. Pego a mão de Rick,que agora estava adormecido e o levito junto comigo à alguns centímetros do chão. Agora com um sorriso puxo Rick para os meus braços e lhe dou um pequeno selinho,o que o faz abrir os olhos na hora. Sorrio e o solto no chão.

-Bem,venha aqui Pheidrik,poderia me fazer um favor?-sorrio e olho para a corrente agora desconfiada.-Vamos,é só o pedido de uma adolescente normal com seus 15 anos de idade e loucura.

Espero a corrente vir até mim e seguro sua mão. Então faço uma coisa que nunca jamais fora vista antes. Beijo a mão do mordomo de Rick e falo em seu ouvido:

-Proteja-os por mim por favor,conto com você.-depois me viro para os outros.-Enfim,estou de saída. Rick,muito bem,você conseguiu. Um leal rebelde da família Orgeron. Era de se esperar a reação de vocês,então anulo tudo o que te disse Rick.-dou um sorriso e abraço o garoto.-Desculpe pelo tapa na cara,mas eu tenho mania de perseguição. Lya,vamos embora.

Eu já estava indo quando me volto novamente para eles.

-Ah,me esqueci queridos. Presentes novos para vocês. Parabéns a todos pelo Level Up nesse grande jogo.-jogo alguns cristais de várias cores. Mary ficou com um rosa,Caly com um amarelo,Law com um vermelho e Rick com um azul.-Esperem e verão o que eles fazem.

Dou mais uma risadinha e desapareço devagar. Somente a risada fica no ar...
avatar
Calíope
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 24
Data de inscrição : 07/03/2012

Ficha de Semideus
Ítens e Armas:
HP:
100/100  (100/100)
Nível: 0

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio da Música

Mensagem por Alexis P. Herdier em Sex Abr 13, 2012 12:45 pm

Ainda na forma de ave, desci no ombro de Callie. Se eu fosse aceito ali, essa seria minha rotina. Tentei transmitir uma aura relaxante para o local, com outro Bocejo do Sono, porém agora mais leve. Após isso, desperto em meu chalé, com plena consciência do que acabara de presenciar. Seria testado em breve por Callie, e eu mal pudia esperar pelo resultado.
avatar
Alexis P. Herdier
Centuriões

Mensagens : 14
Data de inscrição : 07/04/2012
Idade : 19
Localização : 1ª Coorte, talvez dormindo u.u

Ficha de Semideus
Ítens e Armas:
HP:
100/100  (100/100)
Nível: 5

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio da Música

Mensagem por Enrique d'Orgeron Ebanue em Sex Abr 13, 2012 12:47 pm

▄▄▄▄▄▄ Pátio da Música | Passeiozinho Básico ▄▄▄▄▄▄

Calíope sorriu, eu achei estranho. Será que ela estava rindo da nossa cara? Será que ela estava nos achando idiota? Mas eu não conseguia pensar direito, meus pensamentos estavam ficando cada vez mais embaralhados e cada vez eu sentia mais sono. Ela deu uma risada histérica que me irritou bastante. Ela se aproximou de mim, eu pude notar, mesmo muito sonolento. Então nós começamos a levitar a poucos centímetros do chão. Eu tinha certeza que ela iria me levar a detenção, mas a hipnose era definitivamente forte demais. Ela me puxou até ela e me deu um selinho rápido.

E aquele toque me fez trazer tudo de volta, eu de repente estava desperto como antes, mas ainda confuso. Ela chamou por Pheidrik, eu ia pedir para que ele não se aproximasse, mas ele já o fazia, mesmo que cauteloso e o modo como ela falou me pareceu natural.

Quando Pheidrik se aproximou e ela pegou sua mão eu tinha certeza de que ela o levaria até a diretoria. Mas meus olhos se arregalaram quando ela abaixou sua cabeça e beijou a mão dele. Que gesto mais absurdo, ela era uma deusa, eu era um semi-deus e Pheidrik era meu servo, era como se uma deusa se rebaixasse ainda mais baixo que o servo de um semi-deus, uma paradoxo completamente complexo.

Que fique registrado, a partir daí eu tive a certeza que a hipnose durara mais que alguns segundos, que durara horas seguidas e que durante todo esse tempo eu perdi alguma explicação de todos os acontecimentos que se seguiriam. Eu comecei a não entender nada, nada mesmo. E só tive a certeza de uma coisa: esse filho de Hipnos era muito poderoso, só podeira ser o próprio deus, para me fazer ainda estar afetado por uma hipnose ou por uma sonolência quase de drogado.

Calíope levou a boca até a orelha de minha corrente e lhe sussurrou algo, que me pareceu um pedido de auxílio amigo, algo a ver com proteção. Foi algo bem rápido e logo ela se virou para todos nós. Ela disse que ia se retirar e chamou por meu apelido. A fúria começou a subir novamente por minha mente ao imaginar que ela iria aumentar ainda mais o meu castigo. Mas ela apenas e unicamente... me parabenizou. Me parabenizou por se rebelde e não ter acatado as ordens dela. Que tipo de pessoa fala: "Parabéns, você não me obedeceu, eu que sou a diretora deste internato, uma deusa, uma musa, alguém superior a você, isto é ótimo!" como se me parabenizasse por um... teste!

Eu ia perguntar o porquê de tudo aquilo quando ela disse que anulara todo o castigo que havia imposto contra mim. Meus músculos relaxaram e eu não pude conter um sorriso. Pheidrik não iria ser levado e meu castigo estava anulado. Ela retribuiu o sorriso e me abraçou, ainda pediu desculpas pelo tapa. E mesmo que eu não compreendesse nada, estava muito contente por tudo ser tão estranho e tão bom. Eu gosto de coisas estranhas, por isso adoro o Abismo da Escuridão e por isso que, depois de um tempo, aquela situação me agradou. Calíope voltara a ser a diretora doida do nossa internato, tão gentil e legal e tão desafiadora ao mesmo tempo.

Nossa diretora maluca e legal já ia embora, quando se virou como se tivesse se lembrado de algo.

Ah, me esqueci queridos. Presentes novos para vocês. Parabéns a todos pelo Level Up nesse grande jogo. - foram estas as palavras que ela usou.

E logo em seguida, lançou para cada um de nós um cristal de uma cor diferente. Amarelo, rosa, azul e vermelho foram as cores, mas não consegui assimilar qual era de quem, só a minha que era azul, minha cor favorita. Ela então disse que aguardássemos para saber o que eles tinham de especial. E com uma risada, seu corpo sumiu lentamente no ar, só seu corpo, porque sua risada ficou.

Eu me virei para todos os três ali e olhei meu cristal, dei um leve sorriso e disse:

Gente, quando eu acordar dessa hipnose, eu vou ter certeza que a minha mente é bem mais fértil do que eu imaginava.

Pheidrik me respondeu simplesmente com:

:facepalm:
avatar
Enrique d'Orgeron Ebanue
Filhos de Hades
Filhos de Hades

Mensagens : 22
Data de inscrição : 19/03/2012
Idade : 22

Ficha de Semideus
Ítens e Armas:
HP:
100/100  (100/100)
Nível: 4

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio da Música

Mensagem por Aghata C. Dwen em Sex Abr 13, 2012 2:51 pm

Chego ao patio muuuuuuuuuuuito atrasada,e vejo varios amigos meus,e minha gemea.
-O que eu perdi?
avatar
Aghata C. Dwen
Filhos de Hades
Filhos de Hades

Mensagens : 85
Data de inscrição : 08/03/2012
Idade : 20
Localização : Ser estranho...por que quer saber?Ô_Ò

Ficha de Semideus
Ítens e Armas:
HP:
100/100  (100/100)
Nível: 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio da Música

Mensagem por Calista S. A. C. Dwen em Sex Abr 13, 2012 4:21 pm

-Apenas uma bronca de Calie, Gêmea- Falo, sem emoções.
avatar
Calista S. A. C. Dwen
Filhos de Hades
Filhos de Hades

Mensagens : 175
Data de inscrição : 06/03/2012
Idade : 20

Ficha de Semideus
Ítens e Armas:
HP:
60/100  (60/100)
Nível: 32

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio da Música

Mensagem por Law B. Armstrong em Sex Abr 13, 2012 8:51 pm


O maior poder

▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬

Sorri, procurava algum garoto para brigar. Então, no meio do pátio, não pude deixar de sorrir.
▬ Bem, alguém quer lutar comigo?
As asas me manteram um pouco alto do chão. Os raios itensificaram, como mil pássaros chiando. Os ventos começaram a ficar mais itensos, e meus olhos púrpura. Sorri, estava começando. Minha pele pálida, me fazia de um simples vampiro. Então, com uma luva estranha na mão, acenei aos céus.
▬ Hi-Ya!
Então as pedras começaram a se movimentar. Um tremor estranho fazia o chão formar um aglomerado de pedras, confusas no que iriam se tornar. Então o amontoado subiu, a minha altura, agora me envolvendo. Fazia uma espécie de casulo, ou algo do tipo. Metade do meu corpo estava a vista, e meus olhos saciáveis estavam profundamente nos olhos de um garoto. Não sabia o nome dele, nem mesmo queria saber. O casulo ainda permanecia, enquanto sorria. Então, o raio foi apontado ao garoto e os lábios novamente se moviam.
▬ Quer me enfrentar?
Sorri, maldoso como sempre. Não seria o mesmo garoto idiota que desculpava a todos por ser tão simplório. Desta vez, alcançaria seus objetivos, sem que ninguém pudesse interromper. No pensamento, pouca coisa se via. Os cabelos revoltos se assentaram, o que nunca podiam fazer, mas desta vez sim. Então, com a mão da luva controladora, topou o casulo por dentro.


▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬

avatar
Law B. Armstrong
Filhos de Zeus
Filhos de Zeus

Mensagens : 57
Data de inscrição : 12/03/2012

Ficha de Semideus
Ítens e Armas:
HP:
100/100  (100/100)
Nível: 31

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pátio da Música

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum